segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Queria ser um Anjo


Às vezes queria ser um anjo!

Às vezes queria ser você.

Queria eu colocar meus sonhos, em tuas asas para que eles chegassem mais alto e pertinho das nuvens repousassem!

Gostaria que estivesses aqui, eu sinto falta do teu sorriso, eu sinto falta de tudo em ti.

Cada segundo é como uma hora, cada hora como um dia quando tu estás longe.

A vida segue o seu caminho.

E os sonhos seguem o caminho da vida.

Às vezes queria ser um anjo!

Às vezes queria ser você.

Sonhos, presentes dos amantes separados!

Quero segurar a tua mão e realizar o sonho.

Dá-me a tua mão e eu cruzarei a fronteira do tempo para ficar com você.

Quando você me aperta nos teus braços toda a minha mágoa se desvanece.

Todas as minhas lembranças mantêm você próxima de mim, em momentos de silêncio imagino-te a meu lado.

Às vezes queria ser um anjo!

Às vezes queria ser você.

sexta-feira, 27 de março de 2009


RENASCER

No dia que as nossas vidas se cruzaram.
Foi como as trevas se abrissem.
E todo o frio dos glaciares percorresse meu corpo.
Pois fiquei tremulo de emoção.
Tudo deixara de ser escuridão.
Teu olhar foi como raio de luz que cortou a penumbra.
Depois disso aquele lugar sombrio e frio onde me encontrava já não era mais um abismo.
Deixara de ser um inferno, agora passara a ser um lugar de esperança.
Acabara de ser resgatado das trevas por um anjo de luz e olhar penetrante.
Através dos seus olhos agora posso ver para além da sombra.
E como uma Fénix nesse dia eu renasci.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Não Tenhas Medo

Por medo!
Estado de espírito que nos paralisa os sentimentos!
Por medo adias a felicidade?
Por medo não amas nem deixas que te amem?
Por medo!
Queres ser feliz mas por medo não enfrentas as batalhas do coração?
És pássaro ferido e por medo não te aventuras nos céus?
Não entres em pânico a felicidade não esta no passado, não tenhas medo do futuro.
Luta hoje para conquistares as alegrias do amanhã!
Sei que não posso apagar os teus medos, mas tenho a oportunidade de te ajudar nessa batalha.
Basta que me dês a mão e partilhes comigo os teus receios.
Só se vence os medos quando os enfrentamos sem o pavor de nos ferirmos de novo!
Na escuridão não procures a luz, fecha os olhos e verás o brilho do meu coração.
E no meio do silêncio cerra os ouvidos, pois escutarás a minha voz.
Se te sentires perdida deixa que te pegue pala mão e te guie, não para um conto de fadas mas para a vida real.
Só lá encontrarás o verdadeiro amor!
Sim é esse mesmo amor que faz magoar, mas também é esse amor que nos leva a conquistar a felicidade.
Não tenhas medo estarei a teu lado.
Eternamente!
(Dedicado a alguém muito especial.
Já mais te deixarei só bjs.)

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Imagens de Victoria Frances & Luis Royo
video

domingo, 7 de dezembro de 2008

ALGUMAS DAS MINHAS FOTOGRAFIAS

video

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

«»«»«»«»«»Ao Teu Encontro«»«»«»«»«»


Procurei o mar para ver o sol nascer.


Encontrei uma deusa que o amor me fez entender!


Voltei lá de madrugada e lá estava a minha amada!


Continuei a lá ir!


Mas um dia ela não apareceu.


Perguntei ao mar, o que aconteceu?


E o mar diz, não estas a perceber?


Ela também sofre, por não poder aparecer.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

--------------------Abram os Olhos------------------


Procuro luz, mas só encontro sombra nos olhares de figuras grotescas que se acham imortais! Nessas vossas vidas medíocres! Que nada vêem para além da vossa existência! Quando acalcanham alguém e ainda acham que a culpa dessa pobre criatura que teve a infelicidade de se ter cruzado do no vosso caminho. Descuidados com aqueles que também vos olham com o mesmo desprezo.
E a cada silêncio sombrio meu coração vai ficando negro, como os vossos olhares gélidos!
E assim vou morrendo, no vosso mundo de silencioso, vazio de sentimentos! Mas um dia vou levantar-me do reino dos mortos e espalharei raios de escuridão, sobre essa vossa existência, e nesse dia irão sentir! O mesmo que sinto enquanto vou desfalecendo a cada momento que os vossos olhares e silêncios escurecem o meu coração.
Abram esses olhos enquanto possuem força, pois a vossa vida é finita.

() () () () () () () () SENTIR () () () () () () () ()




Já não quero mais ter de sentir…
Já não quero mais ter de ver…
Arranca-me os olhos, rasga-me a pele!
Não preciso mais sentir o gelo do teu olhar…
Não preciso mais ver os raios de escuridão da tua ausência…
Rasga-me a pele, arranca-me os olhos!
Não pronuncies nada, cansei dos teus gritos mudos…
Deixo que o teu coração vazio te guie nos caminhos que te levam para lado nenhum…
Já não preciso de ver, já não quero mais sentir!
Arranca-me os olhos, rasga-me a pele.